Tectos de casas degradadas continuam a cair e o caso mais recente aconteceu neste domingo

Tectos de casas degradadas continuam a cair e o caso mais recente aconteceu neste domingo

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Tectos de casas em fase avançada de degradação continuam a cair no município do Porto Novo, em Santo Antão, sendo o último caso verificado este domingo, sem, contudo, ter provocado vítimas.

Os bombeiros voluntários do Porto Novo confirmaram o desabamento de mais um tecto de uma casa degradada, desta feita, na cidade do Porto Novo, que resultou somente em danos materiais para a família.

“Felizmente, quando o tecto caiu, ninguém estava dentro da casa”, disse à Inforpress uma fonte do Corpo dos Bombeiros do Porto Novo, lembrando que já houve outros casos de desabamento de tectos neste concelho, resultando em muitos feridos.

O perfil habitacional do Porto Novo mostra que mais de três mil casas neste concelho estão em condições “muito degradadas”, com tectos prestes a ruir, havendo famílias que vivem em habitações, cujas coberturas estão suportadas por prumos.

A Câmara Municipal do Porto Novo diz estar, nesta altura, a elaborar um plano municipal de habitação para responder aos desafios que se colocam a este sector, designadamente em relação à substituição de tectos de “milhares” de casas degradadas.

Nos últimos quatro anos, foram reabilitados mais de 1.100 casas (substituição de tectos e outras intervenções), segundo dados disponibilizados pela autarquia, que espera até 2024 recuperar, pelo menos, mais 800 moradias, em parceria com o Governo.

Em 2022, está prevista, no quadro do plano de investimentos municipais, uma verba de 20 mil contos para reabilitação de, pelo menos, duzentas casas deterioradas.

Opinião