Sementes de batata comum já disponíveis no mercado – produtores começam sementeiras este mês

Sementes de batata comum já disponíveis no mercado – produtores começam sementeiras este mês

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A semente de batata comum já se encontra disponível no mercado, no município  do Porto Novo, estando os produtores prontos para, agora em Dezembro, proceder às sementeiras, esperançados na resolução do problema de mercado.

Os produtores de batata comum no perímetro agrícola de Ponte Sul/Chã de Mato, segundo o representante Augusto Fortes, disse à Inforpress que estão preparados para a sementeira, acreditando que, nos primeiros meses de 2022, possam escoar os excedentes para mercados nacionais.

Também, em Chã de Norte, onde se cultiva a batata comum, por ser uma zona ainda livre da praga dos mil pés, os lavradores dizem-se preparados para as sementeiras, conforme o porta-voz Ivanildo Dias.

A esperança dos agricultores é que, por altura da próxima safra, no final do primeiro trimestre do próximo ano, possa exportar para os mercados turísticos do Sal e da Boa Vista, o que não conseguiram fazer nos últimos anos devido a problemas de transportes marítimos.

Em Martiene, considerado o maior produtor de batata comum em Santo Antão, também livre dos mil pés, os produtores estavam somente a aguardar pela chegada das sementes para iniciar as sementeiras, animados com a possibilidade de, em 2022, poderem exportar para o mercado turístico.

Os produtores acreditam, também, que em 2022 já estará a funcionar nas instalações do porto do Porto Novo o centro de expurgo de Santo Antão, cuja deslocalização foi prometida, há vários anos, pelo Governo.

No concelho do Porto Novo, algumas zonas agrícolas estão ainda livre da praga dos mil pés, quais sejam Ponte Sul/Chã de Mato, Morro Cavalo (Ribeira da Cruz), Tarrafal de Monte Trigo, Chã de Norte e Martiene, cujos agricultores desejam exportar para os mercados nacionais.

Opinião