São Vicente: cerca de 2.000 trabalhadores fizeram presença na manifestação

São Vicente: cerca de 2.000 trabalhadores fizeram presença na manifestação

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Tomás Aquino Delgado, porta-voz da manifestação que teve lugar nesta segunda-feira, 13 de janeiro dia da Liberdade e Democracia, disse estar satisfeitos com a forte adesão dos trabalhadores. Em causa estão um conjunto de situações laborais “difíceis” por que passam os trabalhadores cabo-verdianos.

Em causa estão a reposição imediata do poder de compra, igualdade de oportunidades, direitos à saúde, trabalho digno, emprego, justiça social, reposição do poder de compra, mais e melhor segurança social, reforma aos 60 anos.

Tomás de Aquino sublinhou, “estamos satisfeitos com esta jornada, porque teve uma boa adesão de pessoas com entusiasmo. Já mandamos a nossa mensagem ao Governo, que tem conhecimento das nossas reivindicações e esperamos agora que dê atenção ao que os trabalhadores reafirmaram hoje”, sublinha aquele ativista sindical.

O porta-voz acrescentou que os sindicatos estão disponíveis para negociar com o Governo, com  objetivo de fazer com que os trabalhadores cabo-verdianos se sintam “realizados e satisfeitos com as suas necessidades”.

Para já, o porta-voz sindical deixa saber que caso não houver respostas positivas, a luta irá continuar.

Opinião

Deixe uma resposta

Fechar