Santo Antão: Selo de origem distingue 60 produtos e serviços desta ilha

Santo Antão: Selo de origem distingue 60 produtos e serviços desta ilha

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O selo de origem atribuído no âmbito da Rede de Promoção do Turismo Sustentável e Inclusivo (Raízes) já distingue 60 produtos e serviços “genuínos” de Santo Antão, no mercado desta ilha.

Informações disponibilizadas hoje à Inforpress pela direcção deste projecto, que está a ser implementado em Santo Antão desde 2017, mostram que o selo tem sido atribuído a instalações turísticas, restaurantes, produtos agro-alimentares e ao artesanato.

Um técnico deste projecto explicou à agência de notícias cabo-verdiana que, 30 produtos receberam esta chancela entre 2017 e 2020 através do projecto Raízes, e que os restantes 30 foram contemplados, a partir de 2021, no âmbito do projecto Raízes Mais.

O selo de origem visa “contribuir para a valorização dos produtos e serviços genuínos” desta ilha, segundo a direcção deste projecto, realçando a “boa adesão” dos operadores santantonenses a este carimbo, que tem distinguido os produtos “made in” Santo Antão.

O projecto Raízes continua a receber candidaturas, sendo que um dos próximos produtos a ostentar este selo deverá ser o queijo produzido no Planalto Norte do Porto Novo, com chancela de património mundial do gosto, atribuído pela Fundação Slow Food (Itália).

 

Opinião