Santo Antão: Jovens agricultores terminam missão à Portugal

Santo Antão: Jovens agricultores terminam missão à Portugal

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Um grupo de jovens agricultores e criadores de gado do Porto Novo, Santo Antão, está de volta ao concelho, depois de uma estada de dez dias em Portugal, para um intercâmbio com colegas de Mértola, no Alentejo.

A  Associação para a Defesa do Património de Mértola, que coopera com o município do Porto Novo, há duas décadas, enalteceu os resultados conseguidos com este intercâmbio, marcado com visitas a explorações agrícolas, unidades de transformação de produtos e um breve estágio na Herdade do Freixo do Meio.

Essa iniciativa, que se realizou no quadro do projecto “No Crê Água”, que consiste no abastecimento de água ao Planalto Norte, lançado em Setembro, representou, segundo a ADPM, “uma mais valia inquestionável para a formação profissional” desses agricultores e criadores de gado

ADPM, distinguida pela câmara do Porto Novo, em Setembro, por ocasião do Dia do Município,  tem sido, há 20 anos, “uma grande parceira” do Porto Novo, pelos vários projectos já desencadeados em prol do “desenvolvimento sustentável” deste município, acção que foi já, também, reconhecida pelas Nações Unidas.

Nesses anos, a ADPM promoveu inúmeros projectos no município do Porto Novo, sobretudo, nos domínios do ambiente, turismo sustentável, abastecimento de água, agricultura e energias renováveis, além da criação de mais de uma dezena de centros comunitários, em todo o concelho.

Essa ONG portuguesa, com 39 anos de existência, foi já, por duas vezes (2013 e 2015), distinguida pelas Nações Unidas, através da Convenção de Combate à Desertificação, pelos “contributos dados para a gestão sustentável das terras em Cabo Verde”, mais precisamente no concelho do Porto Novo.

 

Opinião

Fechar