Representante da comunidade defende continuidade do emprego público na Ribeira dos Bodes

Representante da comunidade defende continuidade do emprego público na Ribeira dos Bodes

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O representante da comunidade da Ribeira dos Bodes defendeu hoje a continuidade do emprego público nesta localidade, uma das zonas mais afectadas pela seca que aflige o município do Porto Novo, em Santo Antão.

Henrique da Luz voltou a lembrar que, pelo menos, 25 famílias que vivem na Ribeira dos Bodes precisam do emprego público para conseguir a sua subsistência, defendendo a continuidade das frentes de trabalho nesta zona, “muito fustigada pela seca”.

Durante o mês de Dezembro, a edilidade porto-novense abriu uma frente de trabalho nesta comunidade para “socorrer” estas famílias, que foi já encerrada para a preocupação das famílias, que defendem continuidade no emprego público, nesta localidade por causa da seca.

A maioria da população da Ribeira dos Bodes vive da agricultura, mas há este grupo de famílias que não se dedica a esta actividade, dependendo, por isso, do emprego público para garantir a sua sobrevivência, explicou a mesma fonte à Inforpress.

Ao longo do mês de Dezembro, a autarquia porto-novense abriu uma série de frentes de trabalho para atender a 300 chefes de famílias vítimas da seca.

Opinião