Recuperação das habitações constitui prioridade da Associação Luz Viva de Lagoa para 2022

Recuperação das habitações constitui prioridade da Associação Luz Viva de Lagoa para 2022

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A recuperação das habitações em fase de degradação em Lagoa do Planalto Leste, Santo Antão, constitui “uma das prioridades” da Associação Luz Viva, com sede nessa comunidade para este ano de 2022, segundo o líder associativo, Aristides Morais.

Este responsável defende a “necessidade urgente” de apoiar as famílias nesta comunidade, cujas casas ameaçam ruir, precisando que pelo menos sete agregados familiares estão a habitar em casas “sem as mínimas condições” de habitabilidade.

O líder associativo garante à Inforpress que a associação Luz Viva já dispõe de uma parte da verba, contando, para isso, com a parceria dos municípios no apoio às famílias, que vivem em “condições de extrema vulnerabilidade”. Entretanto diz contar com a parceria das câmaras municipais do Porto Novo e da Ribeira Grande na reabilitação das casas destas famílias, que ameaçam ruir.

A câmara do Porto Novo espera, até 2024, requalificar pelo menos mil casas degradadas no concelho, reduzindo assim o número de habitações deterioradas neste município, onde, de acordo com o perfil habitacional, pelo menos três mil famílias vivem em condições precárias.

Opinião