Portugal: Cabo-verdiana que deitou filho recém-nascido no lixo acusada de tentativa de homicídio qualificado

Portugal: Cabo-verdiana que deitou filho recém-nascido no lixo acusada de tentativa de homicídio qualificado

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O Ministério Público Português acusou oficialmente de tentativa de homicídio qualificado a jovem cabo-verdiana, Sara Patrícia de 22 anos natural da ilha de Santiago, sem abrigo indiciada de tentativa de morte do próprio filho. Os factos remontam 04 de novembro do ano passado quando a jovem Sara em trabalho de parto, se deslocou junto às imediações da discoteca ‘Lux Frágil’ onde deu à luz um bebé do sexo masculino e depois colocou o filho recém-nascido no interior de um ecoponto.

Uma nota partilhada no site da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa dá conta que “ficou suficientemente indiciado” que Sara jovem cabo-verdiana, natural da ilha de Santiago, mãe do bebé, “grávida de 36 semanas, e em trabalho de parto, na madrugada de 4 de novembro de 2019, se deslocou junto às imediações da discoteca ‘Lux Frágil’ onde deu à luz um bebé do sexo masculino”.

Depois de dar à luz, a arguida colocou o recém-nascido dentro de um saco plástico, juntamente com os demais tecidos expelidos no momento do parto e colocou-o no interior de um ecoponto amarelo, abandonando de seguida o local, diz a acusação.

Quinze horas depois de ter nascido o bebé foi encontrado por um sem-abrigo e encaminhado para uma unidade hospitalar, onde veio a recuperar. A criança encontra-se agora sob tutela do Estado Português, e a mãe em prisão preventiva.

Opinião

Fechar