Morna já é Património Imaterial da Humanidade

Morna já é Património Imaterial da Humanidade

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O comité técnico dos peritos da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura  (UNESCO) aprovou o dossiê da morna a Património da Humanidade.

Num post publicado na sua página do Facebook do ministro da Cultura, Abraão Vicente, escreveu que os cabo-verdianos já podem celebrar a Morna como património da Humanidade.

“Caros cabo-verdianos têm a sorte e a honra de vos comunicar que hoje o comité técnico dos peritos da UNESCO aprovou o dossiê da Morna a Património Mundial da Humanidade. A decisão será retificada em Dezembro em Colômbia, mas a nação já pode celebrar a Morna já é património da Humanidade” escreveu o Ministro da Cultura e das Industrias Criativas

Em entrevista a Agencia Lusa, o antropólogo, Paulo Lima assegurou que a aceitação do dossiê da morna pelo comité técnico já era esperada. O especialista tambem fez parte de uma equipa que trabalhou na elaboração do dossiê de candidatura da morna a Património Imaterial da Humanidade, entregue na sede da UNESCO, em Paris, a 27 de Março do ano passado.

Para além de enaltecer o papel “determinante” da mulher para esta manifestação musical e de citar Cesária Évora como “o rosto” que transformou a morna numa “coisa global”, Paulo Lima explicou que na candidatura, tentaram mostrar que a morna “é uma prática viva, comunitária e que se reinventa e que cada vez que se reinventa insufla-se de vida.”

“Esse foi o nosso argumento. A morna que se recria e sustenta a identidade, quer do cabo-verdiano insular, que vive nas ilhas, quer do cabo-verdiano que anda pelo mundo. É uma flor que floresce em qualquer destes lugares,” dizia na entrevista à Lusa.

Na mesma entrevista o antropólogo frisou que inscrição da morna a Património Imaterial da Humanidade “vai ser uma imensa valoração da comunidade cabo-verdiana, esteja ela em Cabo Verde ou em outra parte do mundo”.

Com Inforpress

Opinião

Fechar