Ministro a Educação garante que 83% dos professores e funcionários das escolas a nível nacional já estão vacinados contra covid19

Ministro a Educação garante que 83% dos professores e funcionários das escolas a nível nacional já estão vacinados contra covid19

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O ministro da Educação, Amadeu Cruz, disse hoje em Assomada, Santa Catarina, interior de Santiago, que 83% dos professores e funcionários das escolas, a nível nacional, já estão vacinados. À margem da visita do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, para se inteirar do funcionamento das escolas no cenário da retoma da normalidade e das condições sanitárias das mesmas, onde visitou as escolas do Ensino Básico Obrigatório (EBO) dos municípios de Santa Cruz, São Miguel e Santa Catarina.

“Os dados que temos estado a compilar a partir das delegações do Ministério da Educação apontam para uma taxa de 83% da vacinação dos professores. Estamos neste momento a ultimar todos os levantamentos para podermos intensificar ainda mais a vacinação dos professores e funcionários”, declarou o titular da pasta da Educação.

Em relação à vacinação dos alunos maiores de 18 anos, informou que estão a intensificar a vacinação em articulação com as autoridades de saúde prevendo, brevemente, ter a maioria dos alunos, professores e funcionários vacinados.

Recordou ainda, que há concelhos, cuja taxa está próxima dos 100% do pessoal docente e não docente vacinados, como os três municípios de Santo Antão, tendo ainda outros que precisam acelerar mais o processo de vacinação dos professores.

Por sua vez, os delegados do Ministério da Educação, em Santiago Norte dizem que vão fazer cumprir a resolução do Governo que exige apresentação de testes PCR ou antigénio negativo válido a cada 14 dias, ou do certificado covid-19 de vacinação,  apelando à adesão dos professores, alunos e funcionários elegíveis à campanha de vacinação.

Já segundo o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, assim que tiver as instruções da Direção Nacional de Saúde (DNS) vão introduzir a vacinação para as crianças de 12 aos 17 anos.

 

Opinião