Jorge Neto morre aos 55 anos  

Jorge Neto morre aos 55 anos  

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Faleceu na manha desta quinta feira, dia 20, o músico cabo-verdiano, Jorge Neto, no Hospital Amadora Sintra, em Lisboa, Portugal. O estado de saúde do cantor Jorge Neto não apresentava melhorias e ainda inspirava muitos cuidados, devido ao estado que se encontrava em coma profundo e com fortes possibilidades em suceder a falência de algum órgão vital.

O cantor sentiu uma indisposição, no Aeroporto de Lisboa no dia 30 de janeiro, quando se preparava para viajar para Cabo Verde, onde tinha concerto de passagem de ano, no Hotel Porto Grande, São Vicente. No local foi medicado e encaminhado para casa, ali sofreu um duplo “AVC”, Acidente Vascular Cerebral.

O artista deu entrada no hospital no dia 31 de Dezembro, onde foi submetido a uma cirurgia e desde então, continuou em coma apesar da tensão arterial ter estabilizado. Também já tinha sofrido em finais de 2012, um AVC, do qual levou algum tempo a recuperar-se.

Sendo assim a cultura cabo-verdiana fica mais pobre com a perda do grande artista conhecido pela sua performance no palco e o seu grito de “guerra”, “uau”, levando uma boa energia ao público. E isso valeu-lhe um galardão no “Cabo Verde Music Awards”.

Em 2016 na 2ª edição da gala Somos Cabo Verde, onde recebeu o prémio de mérito e excelência, onde fez um dueto improvável com Mayra Andrade como tema “Sem Ninguém”.

Jorge Neto, filho de mãe cabo-verdiana, nasceu em São Tomé e Príncipe em 1964. De seguida fez os estudos secundários em Portugal e para fugir ao serviço militar obrigatório, emigrou para a Holanda. Atualmente residia em Portugal com a mãe, a mulher e os filhos.

Tornou-se conhecido do público cabo-verdiano ao participar, enquanto representante da diáspora, numa edição do concurso “Todo Mundo Canta”, na década de 1980.

Com nove álbuns, como “Dja ca Da”; “Jorge Neto”; “Papia Bu Manera”; “Dia Diferente”; “Neto e Cabo Verde”; “Boca Povo”; “Rapaz Novo” e “Harmonia”, estes dois últimos ao lado dos Livity, e por último em 2016 “Nha Palco”.

Opinião

Fechar