INSP realiza mesa redonda para assinalar o Dia Mundial de luta contra o Cancro

INSP realiza mesa redonda para assinalar o Dia Mundial de luta contra o Cancro

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) reuniu hoje, dia 04 com parceiros, numa mesa redonda, para falarem sobre cancro seus fatores de risco e prevenção, na Cidade da Praia, a cerimónia de abertura foi presidida pelo diretor Nacional Saúde, Artur Correia.

Este ano sob o lema “Eu sou e eu vou”, o INSP, segundo comunicado de imprensa, para além de debater com os parceiros, pretende realizar um conjunto de ações para assinalar a data.

“Eu sou e eu vou” é um apelo à ação empoderadora que exige compromisso pessoal e representa o poder das ações individuais tomadas agora para impactar o futuro. A mensagem principal é seja você quem for, suas ações – grandes e pequenas – farão uma mudança positiva e duradoura na luta contra o cancro.

O encontro teve por propósito promover uma reflexão sobre esta doença que é considerado um problema de saúde pública. É de recordar que o cancro, anualmente, mata cerca de 300 pessoas no país, e que apenas 10% advém de causas hereditárias e 90% acidentais controláveis.

Os mais prevalentes são cancros de mama, do colo de útero, do aparelho digestivo e da próstata, sendo os homens os que mais morrem com a doença no país.

Segundo a OMS, somente em 2018 o mundo registou mais de 18 milhões de novos casos e 9 milhões de mortes, e se a tendência atual continuar, a região africana da OMS poderá registar mais de 2 milhões de novos caso até 2040.

Ainda na nota consta que o país tem estado a trabalhar para minimizar o impacto desta enfermidade, implementado vacina HPV em meninas dos 9 aos 15 anos, para prevenir o cancro de colo de útero. Reconhecendo que necessitam de melhor o diagnóstico, tratamento e os cuidados paliativos, porque mais de 60% de casos são detetados em estado avançado.

Opinião

Fechar