Segunda volta nas eleições presidenciais na Guiné-Bissau

Segunda volta nas eleições presidenciais na Guiné-Bissau

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Os resultados provisórios das eleições presidenciais na Guiné-Bissau apontam para uma segunda volta, entre Domingos Simões Pereira e Umaru Sissoko Embalo, uma vez que as votações vindos do interior do país diminuíram sobremaneira as margens de diferença entre os dois candidatos.

O povo guineense foi chamado as urnas para a escolha do Presidente da República no dia 24 de Novembro de 2019. A contagem dos votos colocava Domingos Simões Pereira a frente tendo arrecadado maioria devastadora, mas mais de 70% dos votos na região de Bissau.

Parece, entretanto, irreversível uma segunda volta nas eleições presidenciais pois os resultados que vêm do interior do país diminuíram sobremaneira as margens de diferença com o candidato do PRS, Umaru Sissoko Embalo.

Segundo a Angop, os dados disponíveis até o momento indicam que Domingos Simões Pereira lidera a contagem com 208.195 votos (43%), seguido de Uamaru Sissoko, com 138.822 (26%), Nuno Nabian, com 77.759 (13,4%) e José Mário Vaz, com 60.814 (12,8%). Perspectiva-se que Domingos Simões Pereira venha a obter um total de 45% de votos, insuficiente para ser declarado Presidente eleito, por isso tudo indica que haverá segunda volta.

Em atualização

 

 

Opinião

Fechar