Dia Internacional do Trabalhador: UNTC-CS apela por medidas assertivas para integração dos jovens no mercado de trabalho

Dia Internacional do Trabalhador: UNTC-CS apela por medidas assertivas para integração dos jovens no mercado de trabalho

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde – Central Sindical (UNTC-CS) apelou hoje ao Governo a criar medidas assertivas que permitam a integração dos jovens no mercado de trabalho após terminarem o período de estágio profissional.

O repto foi lançado pela secretária-geral da UNTC-CS, Joaquina Almeida, esta manhã em conferência de imprensa na Cidade da Praia, para deixar uma mensagem alusiva ao Dia Internacional do Trabalhador, celebrado a 01 de Maio, em que este ano é assinalado, mais uma vez, sem atividades, devido a situação da pandemia da covid-19.

Joaquina Almeida começou por prestar solidariedade a todos os familiares das vítimas do novo coronavírus e a todos os trabalhadores que estão na linha da frente a combater o vírus e a salvar vidas.

Para a UNTC-CS, o 1º de Maio é o momento de análise e reflexão sobre os ganhos alcançados e desafios, sobretudo, que no tange ao desemprego jovem que, segundo a sindicalista, tem atingindo contornos preocupantes a nível nacional.

“Apelamos ao Governo a criação de medidas assertivas que permitam a integração dos jovens no mercado de trabalho logo após o fim do período de estágio profissional, porque só assim podemos dar combate ao desemprego jovem”, referiu a secretária-geral que adiantou que a UNTC-CS continua a receber denúncias de assédio, violência e despedimentos ilegais.

Avançou que recentemente receberam uma denúncia de uma jovem grávida de seis meses que estava empregada a mais de 3 anos e que foi despedida.

Para a sindicalista, este caso é apenas um exemplo de tantos outros que acontecem no País que demonstra a situação precária em que muitos jovens se encontram perante as violações das entidades patronais.

“Servimos deste exemplo para chamar a atenção das autoridades para uma melhor fiscalização dos contratos precários de trabalho existentes em Cabo Verde, uma forma encontrada pelas entidades empregadoras para driblar a lei laboral”, apontou.

Por outro lado, denunciou o que classifica de “inércia e inação” da Inspeção-geral do Trabalho (IGT) perante situações que violam os direitos dos trabalhadores, mas sublinhou que a UNTC-CS vai continuar a lutar para salvaguardar os legítimos direitos e interesses dos trabalhadores.

Em Cabo Verde, o 1º de Maio foi comemorado pela primeira vez em 1974, data em que foi também comemorado pela primeira vez em Portugal, após a Revolução de Cravos do mês antes, 25 de Abril.

O Dia Internacional do Trabalhador é uma data que tem origem a primeira manifestação de 500 mil trabalhadores nas ruas de Chicago, e numa greve geral em todos os Estados Unidos da América (EUA) em 1889.

Três anos depois, em 1891, o Congresso Operário Internacional convocou, em França, uma manifestação anual, em homenagem às lutas sindicais de Chicago, que acabou em dez mortos, em consequência da intervenção policial.

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) foi instituída como uma agência da Liga das Nações após a assinatura do Tratado de Versalhes em 1919, que deu fim à Primeira Guerra Mundial, sendo que a sua constituição corresponde à Parte XIII do Tratado de Versalhes.

FONTE: Inforpress

Opinião