Dia da África: PR acredita na determinação, esforço, capacidade dos países africanos no combate aos efeitos da pandemia da covid 19

Dia da África: PR acredita na determinação, esforço, capacidade dos países africanos no combate aos efeitos da pandemia da covid 19

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca na sua mensagem alusiva ao dia da África que se assinala hoje, frisou que a pandemia do COVID 19, que afecta e aflige o mundo, poderá vir a ser “um grande obstáculo ” na consecução desses objectivos desse continente. Contudo acredita na determinação, no esforço e na capacidade dos países e povos de vencer o combate aos efeitos da pandemia.

O continente Africano celebra hoje, 25 de Maio mais um aniversário da luta ganha pela sua libertação. No meio da pandemia da covid 19 que afecta o mundo inteiro, as celebrações tem um sabor diferente.

Ciente das dificuldades e das muitas tarefas estruturais a enfrentar, quer na construção das economias, quer no reforço das nossas relações, bem como na criação de condições de vida mais favoráveis das populações, o Presidente da República Jorge Carlos Fonseca acredita na determinação, no esforço e na capacidade dos países e povos de vencer o combate aos efeitos da pandemia.

“Infelizmente, a pandemia do COVID 19, que a todos nos afecta e aflige neste momento, poderá vir a ser um grande obstáculo na consecução desses objectivos. Estou certo, no entanto, que com a nossa determinação, o nosso desejo de construir uma vida melhor para os nossos países e povos, os esforços e a capacidade de os nossos povos vencerem as dificuldades, bem como a solidariedade internacional no combate aos efeitos da pandemia, vamos poder ultrapassar esta fase difícil por que passam os nossos países e o continente”, frisou o Presidente da República na sua mensagem alusiva ao dia da África.

 Jorge Carlos Fonseca aproveita a ocasião para desejar a todos os países irmãos  renovados votos de sucessos nos esforços de desenvolvimento económico e social consentidos e na criação de condições que permitam uma maior qualidade de vida para todas as nossas populações, num quadro de afirmação das liberdades e da democracia, augurando um clima de estabilidade política e social nos nossos países, tão necessário ao desenvolvimento, à paz e à prosperidade do nosso continente.

Aos imigrantes africanos que escolheram Cabo Verde para residir e trabalhar, Fonseca deixa uma palavra de reconhecimento e apreço pelo papel “reconhecidamente importante” que vêm desempenhando no desenvolvimento de Cabo Verde, através da disponibilização da mão-de-obra, da transferência de tecnologia e do enriquecimento cultural dos cabo-verdianos.

Em tempos difíceis no combate a covid 19, Fonseca palavra de encorajamento para que se mantenham firmes e alerta para o cumprimento das medidas de prevenção, mas também, empenho das autoridades no sentido de mitigar os efeitos devastadores da pandemia na vida de todos e de cada um, particularmente dos mais vulneráveis, a nível económico, social e da saúde.

O PR enalteceu ainda a memória de todos os líderes africanos que, há muitas décadas, tiveram a “louvável iniciativa de instituir a nossa organização africana, promovendo assim a nossa fraternidade e solidariedade na construção de uma sociedade africana unida na defesa dos interesses legítimos do nosso continente”, concluiu.

Opinião

Fechar