Delegada de Saúde da Ribeira Grande diz que Santo Antão tem maior número de casos de cancro no País

Delegada de Saúde da Ribeira Grande diz que Santo Antão tem maior número de casos de cancro no País

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A delegada de Saúde da Ribeira Grande, Florentina Lima, afirmou hoje que a ilha Santo Antão é a que tem mais casos de cancro no País o que tem vindo a preocupar todos os responsáveis da Saúde.

Florentina Lima e Lima, que falava à Inforpress a propósito da Campanha Outubro Rosa, que se assinala durante este mês, salientou que não consegue precisar o número de doentes da ilha mas adiantou que há várias pessoas de Santo Antão com cancro a fazer tratamento em Portugal.

E é neste sentido que a delegada de Saúde da Ribeira Grande realçou ser preciso melhorar uma base ou banco de dados da região com registo de cancro.

“As vezes encontramos uma anormalidade referente ao cancro de mama que pode ser um indício de que há algo que necessita ser estudado. Mas muitas vezes, não há condições locais para aprimorar o diagnóstico em exames complementares”, elucidou Florentina Lima e Lima.

Por isso, a mesma fonte pontuou que os pacientes dão seguimento às consultas e exames na ilha de São Vicente onde ficam registadas.

“Não temos um ‘feedback’ e ficamos como essa pouca referência. Os pacientes vão directo a São Vicente para dar continuidade às consultas”, afirmou.

Segundo Florentina Lima e Lima, para este mês de Outubro a delegacia de Saúde da Ribeira Grande elaborou um conjunto de actividades para promoção da Saúde no concelho.

De entre elas serão feitas passeatas, palestras e exercício físico na Ponta do Sol e no interior do concelho, nomeadamente, em Ribeirão onde será realizada uma feira de saúde.

Já em Corda e Figueiral vão realizar uma roda de conversa com as mulheres e homens dessas comunidades.

Florentina Lima enfatizou que vão aproveitar esses momentos também para chamarem a atenção das pessoas que o cancro da mama “não toca apenas às mulheres”.

“O cancro de mama também toca ao homem até porque o homem tem mama, contudo esta doença acomete mais as mulheres”, frisou a delegada de Saúde da Ribeira Grande.

Opinião