Criadores de gado “ansiosos” pelo fim da lixeira intermunicipal da Ribeira Brava

Criadores de gado “ansiosos” pelo fim da lixeira intermunicipal da Ribeira Brava

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Os criadores de gado da zona baixa do município do Porto Novo, Santo Antão, dizem-se “ansiosos” pelo encerramento da lixeira intermunicipal desta ilha, que se situa nas imediações da Ribeira Brava, na fronteira deste concelho com Paul.

É que, segundo um representante da Associação dos Criadores de Gado do Porto Novo, a lixeira, que não tem vedação, tem sido “um autêntico campo de pastagem” para os animais, razão pela qual estão a aguardar “impacientes” o encerramento deste espaço, onde se deposita todo o lixo produzido nos municípios do Paul e Ribeira Grande.

As autoridades de saúde e os operadores turísticos têm estado também a pedir o encerramento da lixeira, que consideram “um problema de saúde pública” em Santo Antão.

Porém, a Associação dos Municípios de Santo Antão garante à Inforpress que esta lixeira vai ser encerrada com a construção do aterro melhorado, cujas obras estão a ser ultimadas, nesta altura.

O aterro melhorado, financiado pelo Governo em cerca de 20 mil contos, “estará a ser concluído muito brevemente”, informou um técnico ligado às obras de construção da infra-estrutura.

A lixeira intermunicipal da Ribeira Brava, de acordo ainda com a Associação dos Municípios de Santo Antão, dará lugar a uma zona florestal.

Opinião