Covid-19: Cabo-verdianos repatriados vão ficar em quarentena na ilha do Sal

Covid-19: Cabo-verdianos repatriados vão ficar em quarentena na ilha do Sal

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A Cabo Verde Airlines  (CVA) realiza, a partir de segunda-feira, 23, voos de repatriamento de cabo-verdianos em Portugal, que devem ficar em quarentena na ilha do Sal.

Um dos passageiros contactados pela CVA na tarde de domingo disse à Inforpress ter recebido indicações que o voo de segunda-feira terá lugar ao meio-dia, com partida do aeroporto de Lisboa com destino à ilha.

Todos os passageiros vão ser desembarcados na ilha do Sal, onde deverão permanecer em quarentena por um período de duas semanas, num dos hotéis reservado pelo Governo para o efeito, conforme a mesma fonte.

Ao que tudo indica o voo desta segunda-feira é reservado aos passageiros que já tinham comprado os bilhetes.

A CVA tinha anunciado no dia  17 de Março a suspensão de todas as actividades por um período de 30 dias na decorrência do cumprimento das medidas de Governo para evitar a propagação do Covid-19 em Cabo Verde.

No entanto, tinha ficado em aberto a realização de voos sanitários, de emergência e de repatriamento dos cidadãos que vão acontecer a partir desta segunda-feira.

O covid-19 já causou pelo menos 13.444 mortos no mundo desde que apareceu em Dezembro, segundo um balanço feito hoje pela agência France-Presse a partir de fontes oficiais às 11:00 TMG (09:00 na Praia).

Mais de 308.130 casos de infecção foram oficialmente diagnosticados em 170 países e territórios desde o início da epidemia, em Dezembro, na China. O surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Cabo Verde registou o primeiro caso no dia 19 e neste momento conta com três casos confirmados, todos na ilha da Boa Vista.

Inforpress

Opinião

Fechar