Covid 19: A partir desta sexta-feira estarão encerrados todos os serviços e empresas públicas em todo o território nacional

Covid 19: A partir desta sexta-feira estarão encerrados todos os serviços e empresas públicas em todo o território nacional

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Na sequência da situação e evolução da Covid 19, o Governo de Cabo Verde decidiu encerrar todos os serviços e empresas públicas em todo o território nacional com efeito a partir desta sexta-feira, 27 de Março até o dia 17 de Abril.

O Governo anunciou o reforço para todo o território nacional medidas restritivas para diminuir os riscos de propagação e contágio do vírus independentemente do país ter registado apenas quatro casos confirmados do Covid 19.

As medidas do Governo fora anunciadas nesta manhã pelo Primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva em conferência de imprensa.

“Eleva-se assim o nível de contingência da protecção civil para o risco de calamidade o que reforça as medidas de prevenção de reacção em todo o território nacional em consequência são encerrados todos os serviços e empresas públicas em todo o território nacional a partir de meia-noite de hoje” explicou o Primeiro-ministro.

Entretanto esclarece que esta medida não abrange os serviços públicos essenciais e imprescindíveis nos domínios da saúde da segurança e da protecção civil, serviços portuários e aeroportuários, registos urgentes de registo nacional de identificação civil e serviços urgentes dos tribunais e outros que serão aprovados por resolução do conselho de ministros ainda hoje.

Em casos que a situação permitir o Governo aconselha ouso do teletrabalho, trabalho em casa a partir de casa. “Em nenhuma circunstância ficará os trabalhadores prejudicados no seu vínculo laboral e no seu salário, realçou o Primeiro-Ministro.

O Governo suspendeu ainda as ligações e os voos inter-ilhas exceptuando os voos e ligações marítimas para fins sanitários de proteção civil,  evacuações de doentes , situação de emergência, deslocação de técnicos para serviços inadiáveis e imprescindíveis  e outras excepcionais.

Exceptuam-se destas proibição as ligações marítimas para os transportes de mercadorias para o normal abastecimento do mercado através de barcos comerciais e de pesca.

Governo garante reforçar a  vigilância marítima para evitar e reagir a violação de normas restritivas para o transporte. Também os transportes públicos e rodoviários e urbanos de passageiros devem reduzir a frequência e a lotação para metade.

 

 

Opinião

Fechar