Casa da Criança abre as portas com 13 internos do Planalto Norte

Casa da Criança abre as portas com 13 internos do Planalto Norte

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A Casa da Criança do Porto Novo, Santo Antão, o primeiro orfanato construído neste município, numa iniciativa da organização não-governamental “Voz da Criança”, abriu, segunda-feira, as portas, com 13 crianças do Planalto Norte.

A direcção da casa da criança, construída graças a doações de instituições sociais na Suíça, Itália e Portugal, vai “excepcionalmente”, neste ano lectivo, funcionar como um lar de estudantes, acolhendo as crianças do Planalto Norte, que estão a frequentar o quinto e sexto anos de escolaridade.

Em articulação com a Fundação Cabo-verdiana Social Escolar (Ficase) vai ser assinado um protocolo entre o internato do Porto Novo e a Casa da Criança para “garantir o cumprimento de todas as regras e procedimentos para que estas crianças tenham o acompanhamento adequado”, informou a mesma fonte à Inforpress.

A associação “Voz da Criança”, criada em 2008, pretende com a construção da Casa da Criança acolher crianças órfãs neste município, que passam por “situações difíceis”.

A “Casa da Criança”, que dispõe de diversas salas de estudo e recreação, pronto-socorro, refeitório e dormitórios com banheiros para pessoas com mobilidade reduzida, tem capacidade para receber até 24 crianças.

 

Opinião