BIC e [email protected] assinam protocolos com várias empresas para promover emprego jovem

BIC e [email protected] assinam protocolos com várias empresas para promover emprego jovem

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O Business Incubation Center (BIC) e [email protected] assinaram hoje, na cidade da Praia, protocolos com as empresas IEFP, IDJ, Pró Empresa, Unitel T+ e BCN, relativos à III edição do Startup Challenge, com objectivo de promover emprego jovem no País.

A 3ª edição do Concurso Startup Challenge é promovida pelo Programa de Apoio ao Emprego, Empregabilidade e Inserção, [email protected] e o Business Incubation Center (BIC), em que 73% dos seleccionados são do sexo feminino.

O gestor da BIC Samir Pereira destacou à imprensa o facto de que este ano não será exigida uma formação profissional ou superior a 10% de candidaturas de mulheres, com o intuito de estimular a participação feminina no concurso. Acrescentando que observaram que cerca de 73 % das candidaturas seleccionadas são de mulheres, pelo que o impacto desejado foi alcançado.

Para esta 3ª edição do concurso, implementaram ainda o módulo Educação Financeira, porque, a seu ver, há uma necessidade de capacitar os jovens nesta matéria, para que possam aprender como mobilizar e gerir seus recursos.

Durante o mês de Agosto e Setembro, será realizado um ciclo de palestras permitindo aos participantes terem acesso a um leque de workshops realizados por entidades parceiras, segundo o responsável.

Explicou ainda que o critério e o processo de selecção dos candidatos foi muito mais rigoroso, porque querem pessoas que demonstram reunir capacidades, de que podem seguir adiante com os projectos, daí os apenas 143 elegidos em 385 inscritos.

Em relação à assinatura de protocolos com as cinco entidades, ele adianta que o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), será parceiro nas acções de capacitação e promoção de kits de auto emprego, o Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) que vai apoiar nos programas de incubação.

Entretanto a Pro-Empresa, vai apoiar também com os programas de incubação após o concurso, já a Unitel T+ vai possibilitar na conectividade, garantido a participação online dos participantes e o Banco Cabo-verdiano de Negócios (BCN), é o parceiro financeiro, garantindo o plafond de débito para os vencedores do concurso.

“Esperamos para esta edição aquilo que é o objectivo principal da edição, garantir emprego, criar mais empregos, ajudar os jovens a desenvolver negócios que gerem rendimentos para eles e suas famílias e por fim para o país”, precisou o gestor da BIC.

Por sua vez, a secretária de Estado para o fomento empresarial, Adalgisa Barbosa Vaz, no seu discurso, avançou que a promoção de actividade empresarial requer a implementação de políticas de estímulo ao empreendedorismo, através de uma abordagem integrante que ajuda a transformar uma iniciativa criativa num negócio que gere receitas e melhora as condições de vida dos jovens e mulheres empreendedoras.

 

 

Opinião