Basquetebol: Yuri dos Santos o jovem basquetebolista que pretende levar Cabo Verde além fronteira

Basquetebol: Yuri dos Santos o jovem basquetebolista que pretende levar Cabo Verde além fronteira

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

Yuri Rivaldo Tavares dos Santo, 18 anos, tornou-se numa das figuras de destaque no basquetebol masculino cabo-verdiano. O jovem atleta acabou de concluir o 12º ano na Escola Salesiana de Artes e Ofícios e o que pretende agora é seguir uma carreira no basquetebol, representar o país e levar Cabo Verde além fronteira.

Para além da sua paixão pela modalidade, “Yuri” como é conhecido no ambiente desportivo gostaria de formar em engenharia naval.
Em entrevista a Santo Antão News, Yuri disse ter iniciado os seus primeiros passos no basquete há três anos, na placa desportiva do seu bairro, Fonte Francês, São Vicente onde jogava com os amigos.

Apesar de dedicar aos estudos, hoje com apenas 18 anos, o jovem atleta conseguiu fazer o seu próprio caminho despertando interesse nos treinadores do basquete.
Á convite do Rodrigo Mascarenhas aceitou iniciar treinos nesta equipa onde disse ter sido bastante motivado pelo seu treinador Admilson Rodrigues.
Na equipa Sócio Desportivo Real Madrid, na Escola Salesiana de Artes e Ofícios onde era estudante jogou o seu primeiro Campeonato Regional.

Em 2018, Yuri foi campeão no Campeonato de Sub-16 tendo arrebatado o prémio de MVP, melhor jogador, na posição base. Ainda em representação a Escola Salesiana de Artes e Ofícios no inter-liceus . Para este amante do basquetebol, ter ganho MVP sub 16 foi muito gratificante porque foi o reconhecimento do seu esforço individual e coletivo durante os jogos sub 16.

O atleta admite que em 2019, na equipa All Blacks onde joga actualmente conseguiu melhorar as suas competências nesta modalidade, tendo nesse ano conquistado o título de campeão regional Sub-18 em São Vicente.

Com este título Yuri teve a oportunidade de representar à ilha de São Vicente no Campeonato Nacional de Basquetebol realizado na ilha de Santiago onde arrebatou a medalha de vice-campeão nacional.
Na sua escola conseguiu o título de melhor jogador da Escola Salesiana de Artes e Ofícios. Yuri pretende ir mais longe nesta modalidade e um dia poder representar Cabo Verde na Seleção Nacional, levar o nome de Cabo Verde ao mundo.

Questionado sobre as suas perspectivas nesta modalidade no país, Yuri considerou que o basquetebol encontra-se num bom caminho mas defende mais investimentos de forma a criar melhores condições em relação aos polidesportivos e equipamentos de treino.
Em jeito de conclusão, o atleta apelou aos jovens a não desistirem dos seus sonhos e a empenharem a cada dia, ultrapassando as barreiras e seguir em frente com mais garra porque “VENCEDORES SÃO SONHADORES QUE NUMCA DESISTEM “.

Por Cláudia Santos

Opinião

Fechar