Atletismo: Conseguir as medalhas de ouro “é um sentimento de dever cumprido” Gracelino Barbosa

Atletismo: Conseguir as medalhas de ouro “é um sentimento de dever cumprido” Gracelino Barbosa

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O atleta paralímpico Gracelino Barbosa conseguiu conquistar mais uma vez o título de campeão mundial no atletismo dos 60 metros livres, na cidade de Tórun, Itália, com o tempo de sete segundos e 25 centésimos. Para o atleta não foi fácil atingir os resultados, mas o dever foi cumprido.

Entrevistado pelo Santo Antão News o atleta paralímpico adiantou que foi difícil porque foi o último atleta a partir dos blocos mas graças a sua insistência e vontade acabou por ganhar por “um triz” pela linha dos ombros nos 60 planos “.

“O atletismo tem as suas surpresas, podes estar bem fisicamente e mesmo assim perder uma final, tudo pode acontecer numa final”, com essa mentalidade que o atleta entrou na prova, entretanto fez de tudo para ser o primeiro a cortar a meta o que acabou pro acontecer, graças a sua garra e determinação.

Nas 60 barreiras, Gracelino Barbosa assegurou que foi mais fácil por ser a prova específica em que domina com mais facilidade adiantando que pratica desde que iniciou a sua carreira desportiva.

O atleta acredita ter dado o seu melhor e ter colocado em pratica todos os treinos que assegura ter corrido bem.

Entretanto as provas não terminam por aqui ainda nesta quinta-feira o atleta campeão mundial irá  disputar a final dos 60 metros barreiras, modalidade da qual detém o record do mudo dos T-20 e da qual conquistou a medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos do Rio’2016.

“Agora é descansar para encarar amanhã os 200 metros que vão ter 2 eliminatórias, disse Gracelino ao Santo Antão News.

Opinião

Fechar