Associação literária incentiva edilidade porto-novense a apostar numa biblioteca municipal

Associação literária incentiva edilidade porto-novense a apostar numa biblioteca municipal

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

A Associação Literária de Santo Antão entende que faz falta uma biblioteca municipal no Porto Novo e incentiva a edilidade porto-novense  a apostar na criação deste espaço, que seria “um grande ganho” para os agentes culturais.

Porto Novo é um dos poucos municípios do País ainda sem uma biblioteca municipal e o presidente da associação literária desta ilha, Kelvis Veríssimo, disse à Inforpress, acreditar que este concelho já merece uma infra-estrutura do tipo.

Porém, a autarquia garante que a biblioteca municipal é uma das infra-estruturas culturais em carteira para este mandato (2020/2024), devendo o projecto começar a ser materializado, dentro de pouco tempo, como forma de fomentar o hábito de leitura neste município.

O executivo, num recente encontro com a Associação Literária de Santo Antão, reiterou a intenção de avançar com a criação da biblioteca municipal, numa parceria com a associação portuguesa Junt’Amor, que já iniciou o processo de recolha de livros.

Para já, o que está previsto no quadro do plano de actividade da autarquia é a criação de uma sala de leitura.

Os porto-novenses esperam pela concretização do projecto da biblioteca municipal desde 1992, quando se iniciaram as obras de construção do edifício, que estão suspensas há, pelo menos, duas décadas.

Opinião