Aeroporto de Santo Antão não tem passado de intenção de estudos, diz o PAICV  

Aeroporto de Santo Antão não tem passado de intenção de estudos, diz o PAICV  

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email

O presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santo Antão, Saturnino Baptista, disse que o Governo falhou “no cumprimento nos compromissos e promessas assumidos” com a ilha, destacando, entre eles, o aeroporto de médio porte, que, a seu ver, “não tem passado de intenção de estudos”.

Outra promessa do Governo para com Santo Antão, ainda por cumprir, tem a ver com a segunda fase do porto (Porto Novo), projecto que “foi simplesmente posto de lado”, segundo o presidente da CRP do PAICV, para quem, “feitas as contas”, o balanço da governação do MpD (poder) nesta ilha é “extremamente negativo”.

“Com a apresentação da proposta do Orçamento do Estado para 2020, o último da presente legislatura, fica evidente que Ulisses Correia e Silva e o seu Governo falharam no cumprimento das promessas e compromissos assumidos para Santo Antão”, notou este responsável, em conferência de imprensa.

O Governo, também, prometeu e não cumpriu a construção do cais de pesca em Ponta do Sol, lembrou Saturnino Baptista. “Ensaiaram uma obra em Ponta do Sol, que mais não trouxe do que descontentamento e revolta no seio dos pescadores”, sublinhou.

O PAICV em Santo Antão reconhece, porém, que , em relação à criação do Instituto Superior das Ciências Agrárias, o Executivo deu “algum sinal” com a institucionalizarão da Universidade Técnica do Atlântico, do qual esse instituto fará parte.

No entanto, os jovens e os pais aguardam “ansiosamente” pela concretização desse compromisso, anunciado, inicialmente, para o ano lectivo 2019/2020, disse.

A CRP do PAICV em Santo Antão dá, assim, “nota negativa” ao Governo pelos “maus resultados da governação em Santo Antão”, numa altura em que a legislatura está na recta final.

Opinião

Fechar